ENCON[ou]TROS

juke

t@lk to me: francodascamelias@gmail.com


>>> COMPOSIÇÕES DE F. DAS CAMÉLIAS NO SHOW CHARUTOS DE VILLA-LOBOS

O cantor e compositor Franco das Camélias apresenta suas canções no show Charutos de Villa-Lobos. O repertório mistura rock e MPB, trazendo músicas dos álbuns Franco das Camélias e os Lusíadas (2017) e Ao vivo no ampli do infinito (2016).
O público também ouvirá composições mais recentes, como “Charutos de Villa-Lobos”.  Sua letra trata sobre a urgência da liberdade e da coragem: “Aos 47 do segundo tempo, não tenho medo, só cabelos brancos/ E um cartão vermelho ganhei no Natal/ Foste um bom menino, seja velho igual/ Piano toco com martelo/ Canto nas ruas e vou por aí/ Por onde anda aquele velho?/ Que fuma charutos de Villa-Lobos…”.

AGENDA 2018
Novas apresentações em breve!


>>RE-PERCUSSÃO>>>>>
Foto de Vanessa Vzorek
franco 1 por vanessa vzorek

Entrevista:
– Programa Nossa Cultura, na Rádio Cultura AM 930, 3/10/2018


Ao vivo, Franco das Camélias e Daniel D’Alessandro conversam com a jornalista Mariane Antunes, do programa Nossa Cultura, e apresentam músicas do show Charutos de Villa-Lobos.

– Destaque no Jornal Metro, de Curitiba, 5/10/2018
F das Camelias no jornal metro.jpg

<TRAJETOS<CAMINHOS<TRILHAS>E>TRAÇOS>>

Casa Heitor Stockler, 5/10/2018
Muito obrigado a Daniel D’Alessandro pela parceria neste show na Casa Heitor Stockler! E obrigado a todos os envolvidos nesta produção: Andrey Cretella, Emanuella Kalil, Margareth Caldas Fuchs, Tom Pesch, Vilma Ribeiro e Raul Freitas! Agradeço ao Sesi Cultura Paraná por este espaço incrível! E obrigado aos Heitores: Villa (com direito a charutos de Hl Leites), Stockler (“Não foi príncipe de Troia/ Mas seu nome está na história/ Da Fiep, o criador”) e Heitorzinho (para ele teve a música “Gato que brincas na rua”).
Fiquei muito feliz com a presença de todos os amigos nessa noite especial! Palmas para vocês!
Daniel Dalessandro e Franco das Camélias.jpg

Set list do show:
CASA TOMBADA
ABISSÍNIA (Monges da Lapa)
CHARUTOS DE VILLA-LOBOS
VIAGEM AO CENTRO DO MUNDO
ACORDEI EM MARTE
CATRINA
ARTES E METIÊS
CASO DE HIPNOSE/ GATO QUE BRINCAS NA RUA (parcerias com Bulgakov e Fernando Pessoa)
É OBSCENO NASCER ASSIM
COMO FAZIAM OS ÍNDIOS (parceria com Margareth e Fernanda)
QUEM É O MESTRE DOS BARES
TEMA DE LUIS VAZ DE CAMÕES (letra de Gabriel Rachwal)
Ó GLORIA DE MANDAR (parceria com Camões)
LARGO DA PRINCESA (parceria com Emanuella Kalil)
OLHO DE CURITIBA (Com trechos de “Pöltinglen”, em homenagem a Itamar Assumpção e “Ditirambo dá samba”, parceria com Leandro Hammerschmidt)
ASAS DO DESEJO (de Leandro Hammerschmidt)

Grato por essas artes!
Abaixo, divulgação feita pela equipe do Sesi! 
franco das camelias na casa heitor
abaixo, ingressos criados por Emanuella Kalil e botões charutos de Hélio Leites!

charutos e flores
Rádio Cultura AM 930, Programa Nossa Cultura
, 3/10/2018
na radio cultura
Com F. das Camélias (voz e violão) e Daniel D’Alessandro (cajon)
Músicas apresentadas:
Abissínia (Leandro Hammerschmidt, Evilasio Hammerschmidt e F. das Camélias)
Charutos de Villa-Lobos (F. das Camélias)
Acordei em Marte (F. das Camélias)
Quem é o Mestre dos Bares (F. das Camélias, p/ Lenine Chemin)
Olho de Curitiba (F. das Camélias e Fernanda Caldas Fuchs) p/ Hl Leites)
Como faziam os índios? (F. das Camélias, Margareth Caldas Fuchs e Fernanda Caldas Fuchs)
Obrigado a Mariane Antunes, Jonas, João e a todos da Rádio Cultura AM 930! “Alô ouvintes/ minha voz ninguém segura/ canto rock nas alturas/ bem aqui no Pilarzinho/ valeu pelo carinho/ hoje na Rádio Cultura!”

Bistrô Casa da Flor, 22/09/ 2018

casa da flor bistro jam convidados

Obrigado aos amigos e amigas que participaram desta apresentação na Casa da Flor Bistrô! Karina e Flor! Muito obrigado por nos receber neste espaço maravilhoso! Andrey Cretella, arquitetou todo o som, aí é só alegria! Chris Goettens, diretamente de Três Lagoas! Daniel D’Alessandro, na batera, fez o povo dançar! Emanuella Kalil, na produção, nos vídeos e na harmonia vital! Evilásio Hammerschmidt, no gogó lapeano e nas composições universais! Fernanda Caldas Fuchs, cantando, atuando e energizando o mundo! Fernando Zepter, guitar hero, detonou na giannini do André Carvalho! Leandro Hammerschmidt, no vocal jogo loco, nas composições selvagens e na divulgação dessa festa! Luce Scettro, prestou homenagem merecida ao Cordel! Margareth Caldas Fuchs, na ENERGIA da mamma! Renato Fuchs, nas libações ao espírito do rock! Um brinde a quem esteve conosco!

casa da flor jam 2

Bardo Tatára, Curitiba, 10/9/2018
no bardo
Com Nico Gillies no baixo, Marvin na batera e Roberto Piccinini na harmônica, apresentamos: Viagem ao centro do mundoCharutos de Villa-Lobos; Catrina; Como faziam os índios. Obrigado a todos e um brinde ao Tatára!

Ahorta Bike Café, Curitiba, 30/8/2018
franco.png
Solo com: Viagem ao centro do mundo; Catrina; Como faziam os índios; Quem é o mestre dos bares. Valeu equipe dAhorta!

Bardo Tatára, Curitiba, 27/8/2018
Com Caio Paquete no violão, Nico Gillies no baixo e Cassiano na batera, apresentamos: Quem é o mestre dos bares; Viagem ao centro do mundo ; Como faziam os índios Charutos de Villa-Lobos.

Ahorta Bike Café, Curitiba, 23/8/2018
Sonzeira com Roberto Piccinini na gaita! Teve: Dois homens e uma escada gigante; Fogo de Santelmo; Viagem ao centro do mundo; Catrina; Como faziam os índios Abissínia (dos Monges da Lapa). Valeu equipe dAhorta!

Hendrix Brew House, Curitiba, 23/8/2018
Com Nico Gillies no baixo, Caio Paquete no violão, Roberto Piccinini na gaita, John Barba na batera e outros camaradas na jam! Fomos de: Quem é o mestre dos bares?; Acordei em MarteVelho hotel; Cave de pedra (dos Monges da Lapa)A voz da Malta; Largo da Princesa e Charutos de Villa-Lobos. Um brinde ao Hendrix!

Ahorta Bike Café, Curitiba, 16/8/2018
Valeu equipe da Ahorta! Músicas: Acordei em Marte; Viagem ao centro do mundo; Catrina; Como faziam os índios; Quem é o mestre dos bares?; e Gralha azul do Paraná (dos Monges da Lapa!).

Bardo Tatára, Curitiba, 13/8/2018
Com Sassá no baixo, Cassiano na batera e Roberto na gaita, fomos de: Viagem ao centro do mundo; Catrina Como faziam os índios. Obrigado pela parceria! Salve, Tatára!

Ahorta Bike Café, Curitiba, 8/8/2018
Músicas: Charutos de Villa-Lobos; Como faziam os índios; Viagem ao centro do mundo; Catrina; Largo da Princesa e Tema de Luís Vaz de Camões. Valeu Leônidas, Guilherme e Bruno!

Bazar Fluir (Atrás do Mestre dos Bares), Curitiba, 9/6/2018
Encontros artísticos com velhos e novos amigos! Parabéns a Fernanda Wendt pela criação deste evento. O Boa Vista/ Bacacheri tá precisando! Que venham novas edições!

Bardo Tatára, Curitiba, 4/6/2018
Som pesado, com vários camaradas no improviso. Valeu! Teve Viagem ao centro do mundo; Como faziam os índios e Catrina.

Lançamento da Ozz Experimentações Culturais (Piazinho Bar), Curitiba, 21/4/2018
ozz.jpg
Parabéns aos amigos Caio Paquete e Chris Goettems pelo lançamento da Ozz Experimentações Culturais! Noite estrelada, com arte para todos os gostos! Valeu pelo convite e pela parceria musical!
foto de Chris Goettems 1
Fotos de Chris Goettems, exibidas no evento!foto de Chris Goettems 2

Bardo Tatára, Curitiba, 26/3/2018
Com Emanuella Kalil no vocal e na melódica, Ber Maito na batera e vários amigos na casa: Capitão Deputado Pedro; Largo da Princesa; Charutos de Villa-Lobos; Quem é o mestre dos bares? e Acordei em Marte.

Bardo Tatára, Curitiba, 19/3/2018
Com Ber Maito na batera, Téo no violão e Jimi na guita: Charutos de Villa-Lobos; Quem é o mestre dos bares?;  Acordei em Marte; Caso de hipnose/ Gato que brincas na rua e Viagem ao centro do mundo.

Ahorta Bike Café, Curitiba, 23/1/2018
Caio Paquete no violão! Apresentamos três músicas: No reino de cristal líquido e manso, Non glória e Tango del naufragio miserando. Valeu Leônidas, Bruno e Dafne!

Ahorta Bike Café
, Curitiba, 14/1/2018

franco das camelias ahorta.png
Acordei em Marte; Capitão deputado pedro;  Grande punk português; Olho de Curitiba e Como faziam os índios. Foram essas! Valeu, Guilherme Moro!

Bardo Tatára, Curitiba, 1/1/2018
Com Emanuella Kalil no vocal e Jimi na guita: Charutos de Villa-Lobos, Quem é o mestre dos bares? e Largo da Princesa!

Adamastor (Miradouro de Santa Catarina), Lisboa, 4/11/2017
Jam com Antônio Bangladesh, Eliot e Mistah Isaac!
Valeu pela sonzeira!

adamastor.jpg
Desde 1927, o povo fica mesmerizado pelo mostrengo criado por Júlio Vaz Júnior. Esta é uma reprodução de uma antiga foto do Estúdio Mário Novais.

Adamastor (Miradouro de Santa Catarina), Lisboa, 27/10/2017

IMG_0977.JPG
Foto: Emanuella Kalil
“Gente ousada, quantas no mundo…”
Finalmente apresentei ao Adamastor a sua música!
E mais algumas: Ao grande punk português, Caso de hipnose/ Gato que brincas na rua, Abissínia, Como faziam os índios e Peito lusitano.
Foi demanhãzinha, com um solzaço e céu azul. O gigante estava um doce só!

Ahorta Bike Café, Curitiba, 18/10/2017
Nanquim do meu amigo Caio Paquete!, que tocou violão nessa noite! Fomos de Jogo de bola, Adamastor, Ao grande punk português, Caso de hipnose, Quem é o mestre dos Bares, Charuto de Villa-Lobos, Catrina, Abissínia e Capitão Deputado Pedro.
fdc

Ahorta Bike Café, Curitiba, 19/9/2017
Jogo louquíssimo com o MEZCLATU: Daniel D’Alessandro, Bernardo Maito, Daniele Kalil e Das Camélias! Do funk ao funk!

Ahorta Bike Café, Curitiba, 15/9/2017
“Jogo loco” (como diria Leandro Hammer!) com Bernardo Maito! Valeu, Ber!
ber e franco 15 set 2017 ahorta.png

Ahorta Bike Café, Curitiba, 12/9/2017
Jam com Christopher Goettems e Guilherme Moro! Valeu!

Ahorta Bike Café, Curitiba, 21/8/2017
No cajon: Christopher Goettems. No violão: Caio Paquete.
Fomos de Como faziam os índiosQuem é o mestre dos bares?Caso de Hipnose e Abissínia. No momento Lusíadas, mandamos Canto Primeiro e Adamastor!

Ahorta Bike Café, Curitiba, 7/8/2017
Apresentação no Ahorta em 7 de agosto de 2017.png
O primeiro surfe público pelos Lusíadas! Com a surfista Lua Arasaki!, e os lusitanos Caio Paquete e Christopher Goettems! Cantamos:  Canto Primeiro; Ilustre peito lusitano Adamastor!

Ahorta Bike Café, Curitiba, 18/7/2017
Caio Paquete no violão inspirado! Fomos de: Como faziam os índios?; Acordei em Marte; Caso de hipnose; Quem é o mestre dos bares?; Charutos de Villa-Lobos e Viagem ao centro do mundo.

Ahorta Bike Café, Curitiba, 9/6/2017
Super jam com Andres Garcia, Caio Paquete, Chris Goettems e Gabriel Siqueira! Entre outras, rolaram: Abissínia; Caso de hipnoseQuem é o mestre dos bares?; Dois homens e uma escada gigante.  

Mestre dos Bares, Curitiba, 3/6/2017
Valeu, Anderson Antoniacomi!
Com Negreti na batera, teve: Abissínia; Caso de hipnoseQuem é o mestre dos bares?, Hoje Acordei em marte e Como faziam os índios?.

Mestre dos Bares, Curitiba, 2/6/2017
Com Chris Goettems no cajon e Alceu na viola, apresentamos: Quem é o mestre dos bares?, Hoje Acordei em marte, Como faziam os índios? e Paraíso. Valeu, Alceu Viola! Valeu, Chemin!

Na charge de Caio Paquete, coisas que só o Bacacheri proporciona: Tothmea encontra Mestre dos Magos no Mestre dos Barescharge de caio paquete

Piazinho bar, Curitiba, 26/5/2017
Cerveja e som acústico, com o parceiro Caio Paquete, mestre do violão! Saíram sambas como Olho de Curitiba, Ditirambo dá samba e a nova Capitão Deputado Pedro!

Ahorta Bike Café, Curitiba, 24/5/2017
Com Caio Paquete no violão!
Apresentamos: Quem é o mestre dos bares?; Como faziam os índios?; Paraíso; Catrina; Vladimir; Caso de hipnose/ Gato que brincas na rua; Charutos de Villa-Lobos; Tema de Luís Vaz de Camões e Viagem ao centro do mundo.

Ahorta Bike Café, Curitiba, 20/3/2017
Valeu, Guilherme e Leônidas! Um som com Nico, Caio e Chris!
som na ahorta café.png

Bardo Tatára, Curitiba, 6/2/2017
Com os camaradas Caio, Chris e Matheus, que mandou uma bateria!/ Teve: Como faziam os índios?; Paraíso; Caso de Hipnose e Acordei em Marte/   
muzikanten-1

Bardo Tatára, Curitiba, 24/10/2016
Teve, sim, o tema dele: Luís Vaz de Camões, com letra de Gabriel do Passeio!, que estava lá, tomando Brama O!/ E uma bateria retada, pra frente, de Caeté, com direito a Trumpet de Saul em Corrida de Salto Alto!/ Prost!
fotocamoes-editada
(Reminiscências da Achiropita!)

Ponto Final, Curitiba, 21/10/2016
tác-ti-tác-ti-tác tác-tác… Mestre Negreti na bateria!/ Do amigo Leandro Hammerschmidt, Asas do Desejo/ Teve outras: Acordei em Marte; Abissínia; Como faziam os índios?… / Um brinde ao Riad e aos amigos parnanguaras!

Bardo Tatára, Curitiba, 17/10/2016
Com chuva e super Lua, teve Orgulho pra indústria da sombrinha e outras! Valeu, Caeté Pretô, pela sonzeira na batera! Valeu, Tatára!

Mestre dos Bares, Curitiba, 10/8/2016
jesus quadrado
Para Lenine Chemim, o Mestre  dos Bares!


Palco Hélio Leites (Lilituc), Curitiba, 5/8/16
juntao editado

Encontro na  gruta contemporânea/ teve a estreia do bambolê como olímpico esporte teste/ Bambolês trazidos pela atleta Ailime Huckembeck/ que disputou um duelo com Gabriel do Passeio/ Nisso Marcela Mancino chegou e… vapt! pulou pra dentro/ E Hélio Leites lembrou da cantiga de Leonce und Leonel: “bambolê de baiano é pneu fenemê”/ Cantei Monedas e ninguém deu nenhuma/ Mas tudo bem/ A pepita foi o mantra que surgiu com a Ailime: “peito estacionado/ vaga especial/ nananananana…”/

Terminou com xeque-mate em homenagem a Erbo Stenzel / e roda de conversa com Daniel!

Palco Hélio Leites (Lilituc), Curitiba, 29/7/16
lilicom borda
No pupurrí teve: Cordel de Pulp Fiction/ Heroína Moderna/ Monedas/Como faziam os Índios/ Caso de Hipnose/ Gato que brincas na rua/ Necrochorume (de Leandro Hammerschmidt)/ Autobahn (dos Monges da Lapa)/ Vampiro (pro Mautner)Acordei em Marte/ Catrina/  Paranaguá (Leandro e Evilásio Hammerschmidt)/ Gralha Azul do Paraná (Monges)/ Olho de Curitiba (Franco das Camélias e Fernanda Fúcsia)/ Orgulho pra indústria da sombrinha. Paulo Chierentini chegou, cantou e tocou caixinha de fósforo!

Anúncios